aumentar o penis gratis

Não existe um tamanho ideal para o pênis, até mesmo, porque cada organismo é único o, que faz com que cada pessoa tenha suas características diferentes, tanto mulheres, quanto homens. O que para alguns é pequeno, para outros é normal, mas uma coisa é certa, o pênis humano é o maior entre os primatas, tanto em espessura, quanto em comprimento, isso faz dos homens vitoriosos. Mas sabemos que não é bem assim que funciona, pois os homens que tem o pênis pequeno sentem-se envergonhados diante outros homens e evitam vida social, conversas desse tipo e até mesmo acabam se intimidando com as mulheres. O tamanho do pênis é uma questão muito delicada, pois a média dos homens brasileiros é de 13,2 cm de comprimento, isso na forma ereta e a espessura do pênis é de 11,6 cm também ereto.

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Está página foi lhe útil? Por Gentileza Compartilhe. É muito importante para nós!

Tuberculose

A tuberculose é uma das doenças que requerem o tratamento o mais rápido possível pelo risco de fatalidade que apresenta nos indivíduos afetados pela mesma. Podendo ser causada por diversos fatores, se torna imprescindível a busca por ajuda médica a partir do momento em que o paciente sentir a presença de qualquer um dos sintomas.

Introdução

A tuberculose pode se apresentar em seis tipos diferentes, que afetam áreas distintas do organismo, são eles:

  • a tuberculose pulmonar, que é a que possui maior número de ocorrências;
  • a tuberculose pleural que acontece quando o tecido de revestimento dos pulmões é afetado pela presença da doença, tornando o ato de respirar extremamente difícil para o indivíduo;
  • a tuberculose miliar, que é uma das mais graves e afeta todos os órgãos do corpo, sendo inclusive um dos fatores de risco para a contração de meningite;
  • a tuberculose ganglionar, que afeta o sistema linfático do indivíduo;
  • a tuberculose óssea, que, embora seja mais rara, provoca muitas dores e é de difícil diagnóstico;
  • a tuberculose multirresistente, que apresenta maiores riscos devido à dificuldade no tratamento e a persistência de avanço no organismo.

Sintomas

Os indivíduos que apresentam a ocorrência da tuberculose podem notar sintomas como a febre, um dos mais comuns, e geralmente atinge níveis acima dos 38º, geralmente no final do dia – o surgimento da febre é menos comum em idosos, entretanto.

Um dos sintomas mais comuns e característicos da tuberculose é o suor noturno, que aparece juntamente com a febre ou sem sinal dela, bem como a tosse – que se apresenta apenas nos casos de tuberculose pulmonar.

A falta de ar e o cansaço são sintomas característicos da presença da doença, bem como a perda de peso, a presença de um ou mais linfonodos inchados, as dores no peito e a dor nos ossos. O sangue na urina também é um dos sintomas quando há a presença de tuberculose no sistema urinário.

É recomendada a busca por tratamento médico pelo fato de que a tosse da tuberculose é diferente das outras doenças, se arrastando por semanas até que o indivíduo possa notar algo de errado – inclusive sangue na hora de expectorar.

Causas

O fator causador da tuberculose é uma bactéria chamada Mycobacterium Tuberculosis, ou o Bacilo de Kock, que provoca uma infecção, geralmente na região dos pulmões, dado que sua transmissão é realizada de maneira semelhante à da gripe comum: a aglomeração de muitas pessoas, o contato com a saliva ao tossir ou espirrar, e o contato com o sangue.

O uso de substâncias como o tabaco e o álcool pode enfraquecer o sistema imunológico e tornar o organismo ainda mais propício para a doença, que afeta geralmente os pulmões, e o cigarro também os enfraquece.

Fatores que causam prejuízos ao sistema imunológico como uma manutenção pobre da saúde do organismo por meio de alimentação ruim, falta de exercícios físicos e da obtenção dos nutrientes necessários para o corpo também podem indicar um risco para obtenção de tuberculose.

Tratamento

É imprescindível buscar tratamento médico adequado para os casos de suspeita de tuberculose, tanto para que o diagnóstico seja realizado corretamente quanto para fazer com que os remédios administrados possam ser eficazes para o paciente.

A maioria dos tratamentos para a tuberculose envolvem a administração de antibióticos, que proporcionam uma cura adequada e evitam o aparecimento de sequelas, mas é crucial que o paciente siga à risca as orientações para a utilização dos mesmos, dado que a duração do tratamento leva em torno de seis meses.

No período de tratamento da tuberculose é necessário que o paciente passe por consultas periódicas que irão possibilitar a avaliação correta dos resultados obtidos através do mesmo.

Menopausa

O organismo de homens e mulheres passa por processos de envelhecimento que atuam sobre o funcionamento dos órgãos, sobre a liberação de substâncias hormonais e de diversos tipos e que fazem com que haja uma mudança drástica na vivência das pessoas. Para as mulheres, a menopausa é um destes processos.

Sendo uma atividade completamente natural do organismo, ainda assim, a menopausa pode causar uma série de fatores que incomodam e prejudicam a vida cotidiana das mulheres, dado o fato de que o corpo passa por um processo de adaptação que muitas vezes pode ter efeitos negativos.

Introdução

Ocasionada pelo fim do período de menstruação das mulheres, indicando que elas não mais podem se reproduzir por meio da gravidez, a menopausa possui influência em várias outras ocorrências no corpo da mulher, como o seu humor, a sua estabilidade emocional, sua vida sexual e social.

Sintomas

Para a maioria das mulheres, é possível começar a perceber os sintomas da menopausa a partir dos quarenta e cinco anos de idade, e o período de início pode se dar até os 55 anos, onde o envelhecimento do organismo passa a exibir sinais como a irregularidade da menstruação, a ocorrência de ondas de calor, uma sudorese excessiva e o ressecamento dos fios de cabelo.

Muitas mulheres vivenciam o aumento de peso, a diminuição da libido, fadiga, dificuldade para dormir, tem secura vaginal, ansiedade excessiva, podendo até mesmo entrar em depressão, bem como irritabilidade, as famosas ondas de calor, dores de cabeça frequentes e alguns lapsos de memória.

A queda de cabelo também se dá como um sintoma comum da menopausa, podendo afetar a autoestima das mulheres, que já estão passando por um processo de adaptação hormonal bastante difícil.

Causas

A menopausa ocorre, principalmente, pelas mudanças que acontecem no organismo e na produção de hormônios no corpo feminino ao longos dos anos e, mais enfaticamente, após a duração do período de fertilidade que é indicado pela menstruação.

O envelhecimento dos folículos ovarianos ao longo da vida faz com que os mesmos parem de responder a estímulos hormonais para a produção de novos óvulos, processo que é regrado pelo FSH – o hormônio pelo qual a produção de estrogênio e progesterona acontece.

Ao passar pelo processo de envelhecimento, com a falta de resposta ao FSH, o organismo passa a produzir uma quantidade muito maior do mesmo, resultando nos processos de aumento desse hormônio, bem como a diminuição do estrogênio nas mulheres e, consequentemente, a falta da menstruação.

Tratamentos

Para as mulheres que estão começando a exibir os sinais que apresentam a possibilidade de início da menopausa, é extremamente indicado procurar pela ajuda e orientação de um médico ginecologista especializado, que poderá avaliar quais são os sintomas apresentados e a melhor maneira de iniciar o tratamento para a contenção e gerenciamento dos desconfortos.

Em sua maioria, os processos de tratamento para menopausa envolvem a aplicação de medicamentos que irão regularizar a produção de hormônios e até mesmo substituir os hormônios produzidos naturalmente pelo organismo, por hormônios que podem ser ingeridos.

O acompanhamento médico é importante para estes tratamentos, pois há muitas mulheres para as quais a terapia hormonal é extremamente contraindicada, podendo haver fatores que impulsionam e aumentam a atuação de algumas doenças como as do coração, cânceres, da lúpus e para mulheres que já passaram por algum tipo de complicação com o sistema circulatório.

Esta terapia faz com que os sintomas sejam gerenciados de forma benéfica, como a diminuição das ondas de calor, de osteoporose, de doenças vasculares, da instabilidade em relação aos sentimentos e da secura vaginal.

Muitas mulheres também optam por realizar a ingestão de alimentos naturais como o chá de rosa branca, bem como a tintura de amora e a erva de são Cristóvão, que podem ajudar a diminuir os sintomas da menopausa.